• Portuguiando

Custo de vida em Portugal

Atualizado: 27 de Mar de 2019


Muita gente me pergunta sobre o custo de vida em Portugal. Pois bem! Para sanar algumas dúvidas vamos abrir para vocês nossas despesas básicas do dia-a-dia relativas ao mês de março/2018 e te ajudar a ter uma estimativa de quanto gasta uma família de dois adultos e uma criança na terrinha.

Importante deixar claro que tudo vai variar de acordo com o estilo de vida que você leva. Você pode fazer uma refeição tipo menu por 6 euros com pão, sopa, bebida, prato principal e café incluídos ou pagar 100 euros em um lugar mais refinado. Também vou deixar separado o quesito aluguel já que a variação pode ser bem alta de uma cidade para a outra. Vamos lá:

Custo de vida em Portugal para família de três pessoas

Condomínio - 34 euros

Sim. Realmente é algo barato em Portugal! Nosso prédio tem 4 andares e um único funcionário que faz a limpeza diariamente. 

Água - 54 euros

Gás e eletricidade - 103 euros

Utilizamos uma única empresa para os dois fornecimentos. Esse valor sobe em meses mais frios, quando o aquecimento fica ligado direto e baixa em meses mais quentes. 


Internet, TV a cabo, telefone fixo e celulares - 59 euros

Aderimos a um plano com uma internet 4K e 200 megas. Há planos mais baratos para quem não vai utilizar para fins de trabalho.

Mercado - 320 euros

Isso diluído em 8 visitas no mês (Sim! Eu amo ir ao mercado e já falei sobre isso aqui!). Não temos hábitos caros, mas cozinhamos todo dia em casa, às vezes recebemos pessoas no fim de semana e sempre levamos algumas gordices. 

Restaurantes e lazer - 72 euros

Pedágio e estacionamento - 27 euros


Farmácia - 48 euros

Tanto eu quanto meu filho ficamos doentes e precisamos comprar mais remédios do que o habitual. Paguei 6 euros pela amoxicilina, por exemplo.


Combustível - 105 euros

Usamos gasóleo que rende mais que a gasolina e rodamos bastante de carro por aqui. 


Veja mais sobre como abastecer o carro em Portugal


Ou seja, nos gastos diários (sem contar o aluguel) despendemos 822 euros em março. Some a esse valor um aluguel - que pode custar 300 euros em Bragança ou 1000 euros em Lisboa pela mesma metragem - e chegue ao valor final. 

O salário mínimo em Portugal é de 600 euros. Logo, um casal que cada um ganha salário mínimo gera uma renda familiar de 1200 euros, com os descontos isso cair um pouco para cerca de 1060 euros. Se apertando um pouco e cortando alguns gastos (carro próprio, por exemplo), você só consegue pagar um aluguel de 350 a 400 euros (muito difícil nos dias de hoje). Perceba que fica bastante justo!


Um apartamento de dois quartos em Vila Nova de Gaia, onde eu vivo, por exemplo, já ronda os 500 euros. A questão da moradia é, definitivamente, o que mais influencia o custo de vida em Portugal.


Vai viajar? Aproveite o código promocional do Portuguiando na compra do seguro viagem



Quanto preciso ganhar para viver confortavelmente em Portugal?


Portanto, chego a conclusão que com uma renda mensal de três salários mínimos (1800 euros) pelo agregado familiar de três pessoas, dá para viver de maneira confortável. Isso se não for viver em Lisboa ou regiões mais caras. Se tem hábitos de consumos mais extravagantes ou pretende viajar bastante pela Europa, ao menos quatro salários mínimos. E por aí vai...


Vale destacar que a média salarial do país gira em torno de 800 euros. Estou tentando te dar a maior quantidade de informação possível para que possa fazer as suas contas, seu planejamento e tirar suas próprias conclusões.


Reforçando: esses são os gastos básicos. Claro, que sempre acabamos gastando um pouco mais que isso. Roupas, escapadelas de fim de semana, alguma coisa para a casa, equipamentos para trabalho... tudo isso é gasto a mais que não contabilizei aí.


Confira o preço do aluguel em Portugal



Precisa de visto de residência ou cidadania?

Procure a Strobel & Santos. A empresa que garante a devolução do dinheiro caso seu visto seja negado oferece 10% de desconto para clientes indicados pelo Portuguiando.




Não se iluda com as facilidades aparentes


Contudo, não se iluda nem caia no conto do vigário! Não adianta colocar 1000 euros no bolso e vir para Portugal com a cara e a coragem. A chance das coisas darem errado é enorme. Principalmente pela dificuldade de colocação no mercado aqui. Temos que lembrar que somos imigrantes e temos que provar o nosso valor para que um empregador prefira dar uma vaga de emprego para um brasileiro a dar para um português.


Além disso, é importante vir preparado porque gastos imprevisíveis podem aparecer. Se você chegar aqui e não houver vaga na escola pública para seu filho (caso ele seja menor de seis anos - se for maior a inscrição é obrigatória), uma escola particular ou co-participação será mais uma despesa que vai te custar 150, 200 euros.  Se optar por fazer um plano de saúde, também vai mais um dinheiro, 25, 40 euros, a depender do plano...



Planejamento é tudo!


Por isso, fica o conselho: planejamento sempre! Minha sugestão é que você venha preparado e com dinheiro para passar ao menos seis meses e conseguir se estabelecer com tranquilidade. Afinal, vale sempre lembrar que o custo de vida em Portugal tem subido bastante por causa da alta procura por imóveis.


É isso! Boa sorte na sua jornada!


Veja também:

Quatro coisas do Brasil que os portugueses amam!

Motivos que me levaram a sair do Brasil

Curiosidades sobre as casas e apartamentos em Portugal

Sobre nós
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Preto Ícone YouTube

Ana Beatriz - jornalista brasileira, 39 anos, mãe do Matheus e do Tomás, esposa do André, que se apaixonou por Portugal e se mudou de mala e cuia com a família para o Porto. 

André - fotógrafo brasileiro, 47 anos, pai do Pedro, do  Gabriel, do Matheus e do Tomás, marido da Bia, que embarcou junto nessa aventura e, assim como os portugueses, não dispensa um café com natas. 

Juntos, gerimos o Portuguiando, a Art22 Media e a André Furtado Photography

Aproveitamos esse espaço para compartilhar impressões, diferenças e similaridades culturais e dicas de turismo para brasileiros que pensam em se mudar para cá ou simplesmente querem conhecer mais sobre Portugal. 

 

Fale conosco: contato.portuguiando@gmail.com

 

Receba nossos informativos:

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com