• Portuguiando

Onde morar em Portugal: cidades pequenas

Atualizado: 17 de Jan de 2019


Se você pensa em se mudar para Portugal, mas quer fugir das cidades grandes e mais visadas para imigrantes, temos algumas sugestões de locais onde morar em Portugal. Cidades pequenas, com custo de vida mais baixo e, muitas, pertinho das principais metrópoles. 


O importante é ter em mente que esses locais, em sua maioria, terão mais ofertas de emprego no comércio e prestação de serviços. Por isso, se você é aposentado, já tem fonte de renda garantida ou pretende trabalhar em uma dessas áreas, vale levar em consideração essas localizações. Confira!



Onde morar em Portugal: cidades pequenas do Norte ao Sul 


Trás os montes

Bragança, Chaves e Mirandela são três cidades no extremo norte de Portugal, já na fronteira com a Espanha, que recebem muita influencia da cultura espanhola. São locais de mais frio, mas que registram os aluguéis mais baratos do país.


Entre-douro e Minho

Valença, Caminha, Vila Nova de Cerveira, Melgaço são cidades pequenas, com a fronteira espanhola a poucos quilômetros, já mais perto do litoral, que têm se beneficiado de um processo de industrialização muito grande. Em Paredes de Coura, próximo dali, foi inaugurado uma empresa espanhola, de componentes automóveis e há grande busca por mão de obra.

Mais abaixo temos Ponte de Lima, uma vila medieval e muito bonita, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez.


Barcelos

Uma simpática cidade que fica a cerca de 20 quilômetros de Braga. Por ali, não se sente a especulação mobiliária com tanta força quanto já se percebe na cidade vizinha maior.  É uma boa opção de onde morar em Portugal. Outra sugestão é a cidade de Esposende, pertinho dali, que tem praia e rio, mas é um lugar mais pacato.


Veja como é morar em Braga


Vila Nova de Famalicão

Fica a 19 quilômetros de Braga. É uma cidade agradável, com boa qualidade de vida, parques, com teatro onde se realizam bons espetáculos culturais, inclusive, com muitos atores brasileiros. É uma cidade onde há um polo de industria têxtil, logo, bastante oferta de trabalho nessa área.  


Viana do Castelo

Mais uma excelente opção litorânea, com rio, praia e montanha. Fica perto da fronteira com a Espanha. É uma cidade relativamente barata, com alugueis em conta. No verão, é muito procurada por turistas espanhóis. O que pode ser uma boa opção para quem pensa em abrir um comércio sazonal. 


Veja também como é Morar em Vila Nova de Gaia


Viana do Castelo

Penafiel

Um pouco mais para o interior, pela autoestrada fica a 40 minutos do Porto e é uma cidade muito industrial. Há oferta de empregos em várias áreas e os arrendamentos não são assim tão caros.


Póvoa de Varzim e Vila do Conde

São cidades que funcionam como uma só. Elas ficam a cerca de 30 quilômetros do Porto, mas a oferta de imóveis é consideravelmente mais barata. Ali, já existe uma grande comunidade de brasileiros que cresce a cada dia. Forte na agricultura, produção animal e pesca.  


Maia

Uma cidade muito desenvolvida em termos de infraestrutura, com uma linha de metrô que a liga ao centro do Porto. É no concelho da Maia que fica o Aeroporto do Porto. Ali também tem uma parque industrial muito importante e com a presença de grandes empresas .


Viseu

Uma pequena cidade mais para o interior de Portugal que tem virado alvo de muitos imigrantes por ser um lugar tranquilo, mas uma cidade com boa estrutura de saúde, lazer e educação. Além disso, é um lugar belíssimo.

Viseu

Perto de Viseu, a cerca de 20 quilômetros, também há a opção de Tondela, aonde existe muita industria e falta mão de obra. Além de Oliveira de Frades, onde você achará arrendamentos muito baratos, cerca de 300 euros por um T2.


Aveiro

A Veneza de Portugal fica pertinho do Porto e com grande atividade turística, mais forte no verão, mas movimentada o ano inteiro. Pode ser uma excelente opção para quem quer trabalhar nesse ramo. A cidade tem rio, praias e um grande porto com atividade de transporte de carga elevado. 

Aveiro

Um pouco abaixo do Porto, as opções são inúmeras: São João da Madeira,

Ovar, EstarrejaÁguedaVagosOliveira do Bairro. São cidades tranquilas, com alta qualidade de vida e custo mais baixo de imóveis. Boas opções de onde morar em Portugal se você não precisa ficar perto de uma cidade grande. 


Outras opções são Espinho, Santa Maria da Feira, Albergaria, Águeda, Anadia e Emalhada. São locais a menos de meia hora de Aveiro, algumas a meia hora do Porto, extremamente industriais. É uma região desenvolvida e povoada, podem ser boas opção de lugares onde morar em Portugal.


Já na região da Beira Interior, ao pé da Serra da Estrela estão as cidades de Covilhã, Seia, Gouveia, Manteigas, Guarda, Belmonte. São cidades pouco movimentadas, com baixa oferta de trabalho. Mas se trata de locais muito bucólicos e encantadores para quem busca um estilo de vida bem interiorano e curte pegar um frio mais intenso.


Figueira da Foz

Essa cidade que fica no distrito de Coimbra é um forte destino turístico do país por causa de suas beleza litorânea. O famoso Cassino de Figueira da Foz também atrai muitos turistas e anima a vida noturna da cidade. O clima ameno é um dos seus principais atrativos.


Leiria

Praticamente no meio do caminho entre Lisboa e Porto (a menos de 2 horas de cada) está essa simpática cidade na qual existem muitas fábricas, portanto, extensa necessidade de mão de obra.


Mais perto de Lisboa você encontra Nazaré, Mafra e Torres Vedras mais ao litoral, Caldas da Rainha, Ericeira, primeiro pólo de surf da Europa e segundo do mundo, e Mafra. Mais ao centro, as opções são Santarém, Torres Novas, Entroncamento e Abrantes. São opções de cidades bem próximas a Lisboa (principalmente Ericeira e Mafra) com custo de vida bem mais baixo. 


Montijo

Fica a 30 quilômetros do centro de Lisboa. A cidade tem quatro grandes frigoríficos q movimentam a economia. Ali também está previsto a construção de um aeroporto, para desafogar o de Lisboa, portanto logo terá mais oferta de trabalho.

Praia de Montijo

Veja como é morar em Setúbal


Ainda na região do distrito de Setúbal, vale destacar Alcochete, Barreiro, Seixal e Palmela. São cidades com ótimos acessos a Lisboa, muita gente mora ali e trabalha na cidade grande, e alugueis bem mais em conta.


Alentejo

Mais para o interior você tem Évora e Beja, que são locais muito tranquilos e agradáveis, com custo de vida muito convidativo e imigração mais baixa. Mas vale ressaltar que a oferta de trabalhos, quando se foge da área de comércio e serviços, é limitada. Ainda assim, se você não depende de trabalho, é uma opção a se pensar de onde morar em Portugal.


Se o Alentejo te interessa, considere também Portalegre, Estremoz, Elvas, Moura, Serpa, Santiago do Cacém e Grândola. Ali, o estilo de vida é simples, com forte herança cultural árabe. Um lugar para quem quer tranquilidade e um povo hospitaleiro.


Já mais para o litoral, temos que destacar a Costa Vicentina. Sines é o terceiro porto mais importante do país, além de ser a capital da Petroquímica Portuguesa, onde existe uma enorme central de produção termo-elétrica. A cidade está rodeada por pequenas vilas como Vila Nova de Santo André, Santiago do Cacém e Vila Nova de Milfontes.


Portimão

Cidade da região do Algarve. Excelente opção para se viver, com lindas praias, águas claras e um importante centro de pesca e turismo. É uma boa ideia para quem quer ir para o Algarve mas quer fugir do movimento de Faro, assim como Lagos, Albufeira e Guia. Mas é uma região sazonal em relação a empregos. Ali, há muita oferta durante os meses de verão e pouca no restante do ano.  


Saindo de Portugal continental, temos as ilhas. Lá é mais restritas em termos de emprego e deslocamento, mas que têm excelente qualidade de vida, como por exemplo Ponta Delgada, Horta, Angra do Heroísmo, nos Açores, e Funchal, na Ilha da Madeira.


Veja também:

Morar fora do Brasil - veja os motivos que me levaram a fazer essa escolha

Seis curiosidades sobre as casas e apartamentos em Portugal

Sobre nós
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Preto Ícone YouTube

Ana Beatriz - jornalista brasileira, 37 anos, mãe do Matheus, esposa do André, que se apaixonou por Portugal e se mudou de mala e cuia com a família para o Porto. 

André - fotógrafo brasileiro, 45 anos, pai do Pedro, do  Gabriel e do Matheus, marido da Bia, que embarcou junto nessa aventura e, assim como os portugueses, não dispensa um café com natas. 

Juntos, gerimos o Portuguiando e a André Furtado Photography

Aproveitamos esse espaço para compartilhar impressões, diferenças e similaridades culturais e dicas de turismo para brasileiros que pensam em se mudar para cá ou simplesmente querem conhecer mais sobre Portugal. 

 

Fale conosco: contato.portuguiando@gmail.com

 

Receba nossos informativos:

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com