• Portuguiando

Tipos de vistos para Portugal

Atualizado: Set 2



Se você não possui cidadania de nenhum país europeu, ainda assim é possível viver legalizado em Portugal. Isso se torna possível através de um visto concedido por um consulado português no Brasil. Para isso, você precisa entender direitinho quais são os tipos de vistos para Portugal:


Confira abaixo os mais comuns tipos de vistos para Portugal:


Visto de estudante

Para quem quer cursar uma faculdade, fazer pós, mestrado, doutorado ou até mesmo um intercâmbio em Portugal. Para conseguir-lo, você deverá apresentar uma documentação que prove que você tem meios de se manter aqui durante toda a duração do seu curso. Imposto de renda, contracheque, aplicações, tudo é útil nesse momento.  Você pode trabalhar com esse visto, porém seu trabalho não poderá coincidir com o horário dos seus estudos.


Visto de trabalho

O mais cobiçado e também um dos mais difíceis de se conseguir. Para isso é necessário ter uma carta-convite de uma empresa portuguesa. Não é muito fácil de acontecer porque para uma empresa oferecer um emprego para um estrangeiro, ela deve primeiro divulgar publicamente e tentar preencher a vaga com um profissional português. Se em até 30 dias nenhum profissional se encaixar no que a empresa precisa, aí sim ela poderá buscar em outros países. 


Vai viajar? Aproveite o código promocional do Portuguiando na compra do seguro viagem


Visto para aposentados ou de rendimentos próprios

O visto D7 é ideal para quem recebe uma aposentadoria, pensão, aluguel ou tem um negócio que se mantém sozinho no Brasil. Para consegui-lo, é necessário provar esses rendimentos através de imposto de renda, extratos bancários, investimentos... O valor tem que ser equivalente a um salário mínimo português (600 euros em 2019) para quem solicita, mais 50% para o cônjuge e mais 30% para cada dependente. 


Visto de empreendedor

Abrir uma empresa em Portugal pode ser uma boa saída para você, caso tenha capital para investir. Além dos custos para a abertura da empresa, você terá que pagar as custas para manter-la funcionando e um contador para gerir a parte financeira. Seu investimento inicial ficará em torno de 5 mil euros. Para quem tem esse valor para investir, é uma boa opção de tipo de visto para Portugal.


Visto Golden

É o mais raro de se ver. Tem 500 mil euros para investir em um imóvel em Portugal? Então facilmente você terá o visto Golden. Se tiver interesse em abrir uma empresa com mais de 10 postos de trabalho e capital inicial de ao menos 250 mil euros, também poderá solicitá-lo. É a opção mais cara, porém a mais certa para quem pode dispor desse dinheiro.



Veja também: Motivos que me levaram a sair do Brasil


Cidadania e tipos de vistos para Portugal:


Gostou do artigo sobre tipos de visto para Portugal? Você também pode gostar de: Morar em Portugal: cinco passos para concretizar esse sonho


Informações extras:


Reagrupamento familiar

Se vier com a família para viver em Portugal não é necessário solicitar visto para cada integrante do núcleo familiar, até porque fica muito caro. Apenas um pode solicitar o visto e os outros podem vir com visto de turista, que pode ser renovado por mais três meses. Assim que você conseguir sua autorização de residência, eles solicitam o reagrupamento familiar.


Como é a saúde pública em Portugal


Autorização de residência

Os vistos, em geral, são válidos por quatro meses - nesse meio tempo você deve dar entrada no pedido de autorização de residência. Algo que você deve levar em conta é que em algumas cidades - por causa da grande procura de imigrantes - o agendamento para a autorização de residência está sendo feito para muito longe. No meu caso, cheguei em dezembro de 2017 e minha entrevista só foi agendada para agosto de 2018. 


Neste meio tempo, você deve andar com o comprovante de marcação de entrevista. Mas você não conseguirá arrumar um emprego formal e tirar alguns documentos, como a carteira de motorista portuguesa. Eu consegui tirar o número do utente e a inscrição na segurança social antes de ter a residência, mas isso varia muito de acordo com a localidade.


O seu agrupado demorará ainda mais tempo para conseguir essas coisas, já que só poderá começar o processo depois que sair a sua AR. 


Esse foi o nosso artigo sobre os tipos de vistos para viver em Portugal.


Confira outras matérias que podem te ajudar a realizar esse projeto:

Custo de vida em Portugal: sabia quanto gasta mensalmente uma família de três pessoas

Emprego em Portugal: veja dicas para você conseguir trabalhar por aqui

Confira o preço do aluguel em Portugal

Sobre nós
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Preto Ícone YouTube

Ana Beatriz - jornalista brasileira, 39 anos, mãe do Matheus e do Tomás, esposa do André, que se apaixonou por Portugal e se mudou de mala e cuia com a família para o Porto. 

André - fotógrafo brasileiro, 47 anos, pai do Pedro, do  Gabriel, do Matheus e do Tomás, marido da Bia, que embarcou junto nessa aventura e, assim como os portugueses, não dispensa um café com natas. 

Juntos, gerimos o Portuguiando, a Art22 Media e a André Furtado Photography

Aproveitamos esse espaço para compartilhar impressões, diferenças e similaridades culturais e dicas de turismo para brasileiros que pensam em se mudar para cá ou simplesmente querem conhecer mais sobre Portugal. 

 

Fale conosco: contato.portuguiando@gmail.com

 

Receba nossos informativos:

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com